sexta-feira, 28 de abril de 2017

LITURGIA DIÁRIA - O ALIMENTO QUE VEM DO CÉU

 Resultado de imagem para MULTIPLICAÇAO DOS PAES
1a Leitura - Atos 5,34-42
Leitura dos Atos dos Apóstolos.
Naqueles dias, 34 levantou-se, porém, um membro do Grande Conselho. Era Gamaliel, um fariseu, doutor da lei, respeitado por todo o povo.
35 Mandou que se retirassem aqueles homens por um momento, e então lhes disse: "Homens de Israel, considerai bem o que ides fazer com estes homens.
36 Faz algum tempo apareceu um certo Teudas, que se considerava um grande homem. A ele se associaram cerca de quatrocentos homens: foi morto e todos os seus partidários foram dispersados e reduzidos a nada.
37 Depois deste, levantou-se Judas, o galileu, nos dias do recenseamento, e arrastou o povo consigo, mas também ele pereceu e todos quantos o seguiam foram dispersados.
38 Agora, pois, eu vos aconselho: não vos metais com estes homens. Deixai-os! Se o seu projeto ou a sua obra provém de homens, por si mesma se destruirá;
39 mas se provier de Deus, não podereis desfazê-la. Vós vos arriscaríeis a entrar em luta contra o próprio Deus". Aceitaram o seu conselho.
40 Chamaram os apóstolos e mandaram açoitá-los. Ordenaram-lhes então que não pregassem mais em nome de Jesus, e os soltaram.
41 Eles saíram da sala do Grande Conselho, cheios de alegria, por terem sido achados dignos de sofrer afrontas pelo nome de Jesus.
42 E todos os dias não cessavam de ensinar e de pregar o Evangelho de Jesus Cristo no templo e pelas casas.
Palavra do Senhor.


Salmo - 26/27
Ao Senhor eu peço apenas uma coisa:
habitar no santuário do Senhor.

O Senhor é minha luz e salvação;
de quem eu terei medo?
O Senhor é a proteção da minha vida;
perante quem eu tremerei?

Ao Senhor eu peço apenas uma coisa
e é só isto que eu desejo:
habitar no santuário do Senhor
por toda a minha vida;
saborear a suavidade do Senhor
e contemplá-lo no seu templo.

Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver
na terra dos viventes.
Espera no Senhor e tem coragem,
espera no Senhor!
Resultado de imagem para MULTIPLICAÇAO DOS PAES

Evangelho - João 6,1-15
Aleluia, aleluia, aleluia.
O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra da boca de Deus (Mt 4,4)
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.
6 1 Depois disso, atravessou Jesus o lago da Galiléia (que é o de Tiberíades.)
2 Seguia-o uma grande multidão, porque via os milagres que fazia em beneficio dos enfermos.
3 Jesus subiu a um monte e ali se sentou com seus discípulos.
4 Aproximava-se a Páscoa, festa dos judeus.
5 Jesus levantou os olhos sobre aquela grande multidão que vinha ter com ele e disse a Filipe: "Onde compraremos pão para que todos estes tenham o que comer?"
6 Falava assim para o experimentar, pois bem sabia o que havia de fazer.
7 Filipe respondeu-lhe: "Duzentos denários de pão não lhes bastam, para que cada um receba um pedaço".
8 Um dos seus discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro, disse-lhe:
9 "Está aqui um menino que tem cinco pães de cevada e dois peixes. Mas que é isto para tanta gente?"
10 Disse Jesus: "Fazei-os assentar". Ora, havia naquele lugar muita relva. Sentaram-se aqueles homens em número de uns cinco mil.
11 Jesus tomou os pães e rendeu graças. Em seguida, distribuiu-os às pessoas que estavam sentadas, e igualmente dos peixes lhes deu quanto queriam.
12 Estando eles saciados, disse aos discípulos: "Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca".
13 Eles os recolheram e, dos pedaços dos cinco pães de cevada que sobraram, encheram doze cestos.
14 À vista desse milagre de Jesus, aquela gente dizia: "Este é verdadeiramente o profeta que há de vir ao mundo".
15 Jesus, percebendo que queriam arrebatá-lo e fazê-lo rei, tornou a retirar-se sozinho para o monte.
Palavra da Salvação.

Reflexão

Nem todo o dinheiro do mundo seria suficiente para comprar o alimento que sacia a nossa fome de Deus e nutre o nosso organismo imaterial. Os pães e os peixes de que fala hoje o Evangelho representam para nós justamente este alimento que vem do céu e nos dá a compreensão e a consciência de que necessitamos dele para viver. Olhando para aquela multidão que o seguia, Jesus observou que aquele povo precisava de um alimento que matasse a sua fome material e espiritual. Um alimento que o curasse! Hoje, também, muitos de nós queremos ser curados das nossas mazelas, porém, passamos por cima da nossa fraqueza espiritual e não percebemos que a nossa alma e o nosso espírito precisam alimentar-se para que o nosso físico não sucumba durante a caminhada. Na maioria das vezes buscamos a cura do nosso organismo humano fazendo os exames de rotina, e nem imaginamos que possuímos também um organismo espiritual o qual precisa ser cuidado e alimentado. Dentro de nós há uma fome espiritual que só Jesus poderá matar!   Assim como multiplicou os pães e os peixes para dar de comer àquela multidão, Jesus também conhecendo as nossas necessidades, providencia para nós o Espírito Santo que nos revela a Palavra, nos abastece com a Eucaristia, e está presente na oração, no louvor, na adoração que são nutrimentos imprescindíveis para nos dar vigor e energia emocional, espiritual e até físico. Jesus exercitava os Seus discípulos a não se omitir diante dos desafios e a se colocar a serviço da providência do Pai. Hoje também Ele precisa de nós como Seus discípulos para alimentar a multidão faminta da Sua Palavra e dos Seus ensinamentos.  Como alimentar tanta gente, tendo pouco? O que fazer? O que pensar? Desistir? Resmungar? Murmurar?  O Senhor recomenda, “Fazei sentar as pessoas!”  O que isto pode significar para nós?  Para que possamos desfrutar de tudo quanto o Senhor dispõe para abastecer precisamos também nos reunir em grupos, nos assentar para partilhar, dialogar e colocar também à disposição do outro, os nossos dons, como ajuda.  Quando nos sentamos em família, em comunidade e colocamos o pouco que temos nas mãos de Deus, quando juntamos os nossos poucos dons e os oferecemos ao Senhor o milagre acontece. Cada um de nós tem seu papel no diálogo, na compreensão, na serenidade, na partilha do amor. Quando nos colocamos nas mãos do Pai e nos dispomos a partilhar o que temos, com amor, Ele multiplica suas graças de provisão e nunca nos faltará nada. – Você já percebeu que tem fome de Deus? – Onde você tem buscado cura para as suas enfermidades? – Você tem usufruído o que Jesus providenciou como alimento? – Vocês costumam sentar-se para fazer uma avaliação das suas possibilidades colocadas nas mãos de Deus? – Você tem meditado e partilhado a Palavra de Deus com alguém? 





Helena Serpa

PARA OS CATÓLICOS QUE NÃO CONCORDAM COM O QUE A IGREJA ENSINA

Conselhos para que você vá buscar as respostas para as suas dúvidas.

http://i0.wp.com/res.cloudinary.com/aleteia/image/fetch/c_fill,g_auto,w_620,h_310/https://aleteiaportuguese.files.wordpress.com/2017/04/web-bible-glasses-old-notes-julie-falk-cc.jpg?resize=620%2C310&quality=100&strip=all&ssl=1

É certo que, às vezes, a doutrina da Igreja Católica pode ser motivo de controvérsia. Foi assim desde o começo. Às vezes, é difícil compreender o que a Igreja quer realmente nos ensinar.
Certa vez, o bispo Fulton Sheen disse: “Devem haver apenas cem pessoas neste país que odeiam a Igreja Católica por causa do que ela realmente é; mas devem haver milhões de pessoas que a odeiam erroneamente por creem no que ela seja”.
–– ADVERTISEMENT ––
Se você não concorda com algum ensinamento da Igreja, transforme-se em um detetive e investigue tudo sobre ela antes de taxar a doutrina da Igreja como “fora de moda” e “fora da onda”. Use estas dicas para guiá-lo até o descobrimento da verdade e o sentido da sua vida.
  1. Esteja certo de que você entende o que a Igreja realmente ensina.
Muitas coisas que tomamos como verdades foram lidas ou ouvidas nos meios de comunicação ou até mesmo transmitidas de geração em geração. Dedique um tempo para aprender sobre o que a Igreja ensina, indo direto até ela. Existe uma ampla variedade de recursos excelentes para ajudar nesta missão. A Santa Sé oferece um fabuloso centro de recursos online que você pode consultar quando quiser. Entre eles estão o Catecismo, os ensinamentos papais, alguns escritos dos santos e muito mais.
  1. Tire um minuto para refletir sobre o motivo pelo qual você não concorda com a Igreja
Depois de estudar sobre o que você tinha dúvida, reflita sobre o motivo pelo qual você não concorda com a postura da Igreja. Anote as dúvidas em uma folha e procure as respostas para cada uma delas. Será que houve algum acontecimento importante na sua vida que influenciou a maneira como você pensa sobre tal assunto? Para você a doutrina é um convite à mudança de vida ou, quando recorre a ela, é um desafio? O que você sente ao saber que há argumentos teológicos que sustentam o assunto com o qual você não concorda? Quem foi a primeira pessoa que lhe ensinou sobre a doutrina?
  1. Reúna se com um padre ou um diretor espiritual
Quando você tem problemas de saúde, você procura um médico. Se é o carro que tem problema, você o leva a um mecânico. Na vida espiritual, acontece algo semelhante. Quando há dúvidas ou preocupações que nos inquietem, devemos falar com um especialista no assunto, tal como o faríamos em qualquer outra dificuldade. Procure um padre (não necessariamente o seu pároco), que estará disposto a se sentar e falar com você sobre as dúvidas que você tem. Se não consegue encontrar um sacerdote, solicite indicação de um conselheiro espiritual em sua diocese.
  1. Visite Jesus no Santíssimo
Se você nunca esteve em adoração ao Santíssimo, está na hora de fazê-lo. A maioria das igrejas oferece esta oportunidade de encontrar-se com Jesus uma vez na semana ou até mais. O melhor é que você não tem que fazer nada, somente assistir. Pode levar a sua lista de perguntas, um livro e uma Bíblia, se quiser. Mas também pode se sentar e ficar em silêncio. Estar diante do Senhor é um bom lugar para dizer: “Senhor, eu creio. Mas aumentai a minha fé”.
  1. Seja paciente com a Igreja e consigo mesmo
Você pode levar anos para entender a postura da Igreja em relação a algumas coisas. Talvez você nunca entenda certos ensinamentos e recomendações. Portanto, seja paciente consigo mesmo e com a Igreja. Não desanime, conheça a sua fé e tente entendê-la. Deus nos disse em Mateus 7,7: “Pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto”.
  1. Participe de um grupo bíblico ou de uma comunidade que alimente sua fé
Participar de pequenos grupos dentro da Igreja vai trazer benefícios enormes . Você certamente encontrará pessoas que tiveram as mesmas dúvidas e frustrações. Escutar e aprender com os outros podem ser uma grande ajuda, caso você queira realmente encontrar as respostas para as suas perguntas.


Artigo originalmente publicado em Catholic Link, traduzido e adaptado ao português.

quinta-feira, 27 de abril de 2017

LITURGIA DIÁRIA - PERTENCEMOS A TERRA OU JÁ SOMOS DO CÉU?

 Resultado de imagem para Jo 3,31-36
Primeira Leitura (At 5,27-33)
Leitura dos Atos dos Apóstolos.
Naqueles dias, 27eles levaram os apóstolos e os apresentaram ao Sinédrio. O sumo sacerdote começou a interrogá-los, 28dizendo: “Nós tínhamos proibido expressamente que vós ensinásseis em nome de Jesus. Apesar disso, enchestes a cidade de Jerusalém com a vossa doutrina. E ainda nos quereis tornar responsáveis pela morte desse homem!”
29Então Pedro e os outros apóstolos responderam: “É preciso obedecer a Deus, antes que aos homens. 30O Deus de nossos pais ressuscitou Jesus, a quem vós matastes, pregando-o numa cruz. 31Deus, por seu poder, o exaltou, tornando-o Guia Supremo e Salvador, para dar ao povo de Israel a conversão e o perdão dos seus pecados. 32E disso somos testemunhas, nós e o Espírito Santo, que Deus concedeu àqueles que a Ele obedecem”. 33Quando ouviram isto, ficaram furiosos e queriam matá-los.

Responsório (Sl 33)
— Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido.
— Este infeliz gritou a Deus, e foi ouvido.
— Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca. Provai e vede quão suave é o Senhor! Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!
— Mas ele volta a sua face contra os maus, para da terra apagar sua lembrança. Clamam os justos, e o Senhor bondoso escuta e de todas as angústias os liberta.
— Do coração atribulado ele está perto e conforta os de espírito abatido. Muitos males se abatem sobre os justos, mas o Senhor de todos eles os liberta.

 Imagem relacionada
Evangelho (Jo 3,31-36)
— O Senhor esteja convosco.
— Ele está no meio de nós.
— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.
— Glória a vós, Senhor.
31“Aquele que vem do alto está acima de todos. O que é da terra, pertence à terra e fala das coisas da terra. Aquele que vem do céu está acima de todos. 32Dá testemunho daquilo que viu e ouviu, mas ninguém aceita o seu testemunho. 33Quem aceita o seu testemunho atesta que Deus é verdadeiro. 34De fato, aquele que Deus enviou fala as palavras de Deus, porque Deus lhe dá o espírito sem medida.
35O Pai ama o Filho e entregou tudo em sua mão. 36Aquele que acredita no Filho possui a vida eterna. Aquele, porém, que rejeita o Filho não verá a vida, pois a ira de Deus permanece sobre ele”.

Reflexão

Neste Evangelho Jesus nos ensina a enxergar as coisas do alto e “entender” a linguagem de Deus, mostrando que Aquele que vem do alto está acima de todos porque dá testemunho do que viu e ouviu. Jesus Cristo foi o único que veio do céu e só Ele pôde dar testemunho das palavras de Deus. Para nós, portanto, o testemunho de Jesus é verdadeiro e, pelo poder do Espírito Santo que Ele nos concede, nós também podemos ver mais além das aparências e conforme os olhos de Deus. Deus nos dá Seu Espírito Santo sem medidas e Ele é quem nos esclarece as coisas santas. Tudo se torna mais simples quando paramos de raciocinar e acreditamos no que Jesus nos diz: “Aquele que acredita no Filho possui a vida eterna e aquele, porém, que rejeita o Filho não verá a vida!” Aí então, nós começaremos a “enxergar” as coisas do céu. A vida eterna começa aqui para aquele (a) que cultiva no seu coração a percepção das coisas santas, dos mistérios de Deus. Quanto mais nos aprofundarmos no conhecimento de Deus, mais nos apropriaremos das realidades do céu e começaremos a viver a vida eterna, portanto a fé em Jesus nos abre a porta do céu.  Em sintonia com o Espírito Santo nós percebemos os “sinais de Deus” que nos revelam um modo de viver diferente dos que pertencem a terra.  De acordo com o que falamos ou vivenciamos damos testemunho de que pertencemos a terra ou já somos cidadãos do céu. Quem está ligado ao céu percebe os sinais de Deus nos acontecimentos da sua vida e do mundo; percebe o itinerário de Deus e vê nas coisas mais incoerentes e desencontradas aonde Deus quer levá-lo, não porque entenda, mas porque confia.  Essa harmonia, porém, só acontece a partir de uma vida de oração, porque orar é estar junto de Deus e com Ele dialogar tendo no interior do coração um contato direto com o Seu pensamento.  É difícil, porém, para aqueles que não têm contato com Deus, não param para sentir o lado espiritual, por isso, só enxergam com os olhos do mundo entendendo que tudo só pode ser resolvido com o seu raciocínio e inteligência.  -  Como você encara a realidade do céu? – Você consegue perceber quando o céu se abre na sua vida? – Como você tem vivido mais: no corpo ou no espírito? – O que predomina em você: o céu ou a terra? – Pense um pouco sobre isto e peça ao Espírito Santo que revele a você os Seus mistérios.





Helena Serpa

7 SINAIS DE PESSOAS COM "DEPRESSÃO ESCONDIDA"

Fique atento: alguém da sua família (ou você mesmo) pode estar ocultando a depressão - ou nem sequer sabe que tem a doença.

http://i0.wp.com/res.cloudinary.com/aleteia/image/fetch/c_fill,g_auto,w_620,h_310/https://aleteiaportuguese.files.wordpress.com/2017/04/poll-postpartum-depression-tatyana-dzemileva-shutterstock.jpg?resize=620%2C310&quality=100&strip=all&ssl=1

Existem pessoas que vão levando a vida com “depressão mascarada” ou “escondida“: elas tentam ocultar a sua depressão diante dos outros ou nem sequer sabem (ou não querem admitir para si mesmas) que têm depressão.
Isto acontece porque ainda existem, entre as pessoas, entendimentos vagos ou equivocados sobre esta doença de sintomas complexos, que variam de indivíduo para indivíduo: nem sempre é fácil identificar a presença da depressão em familiares, amigos, colegas ou até em nós próprios. O desconhecimento e os preconceitos a respeito da depressão estão diminuindo, é verdade, mas, mesmo assim, continuam sendo bastante frequentes.

–– ADVERTISEMENT ––
No entanto, até nos casos em que o sofrimento parece “invisível”, ele deixa “sinais” que podemos captar se estivermos atentos.
E estes são 7 sinais de que uma pessoa pode estar sofrendo de “depressão escondida”:

1. A pessoa deprimida pode nem parecer deprimida, mas está constantemente cansada

Muita gente pensa que as pessoas com depressão não querem sair do quarto, ficam desleixadas e andam sempre tristes. Mas a depressão não tem os mesmos sintomas em todas as pessoas. Muitos doentes conseguem demonstrar uma aparência de boa saúde mental, mas, por baixo desse verniz, estão exaustos. De fato, um efeito bastante comum da depressão é um permanente cansaço – e, se o doente não foi diagnosticado adequadamente, nem ele sabe que a causa desse cansaço é a depressão. Talvez ele pense que está apenas com acúmulo de trabalho, ou se culpe por uma suposta preguiça, ou ache que está com “fraqueza”. Um diagnóstico sério é fundamental para dar início à solução deste quadro depressivo.

2. A pessoa deprimida pode se irritar com facilidade

Ainda é comum a ideia de que uma pessoa com depressão seja quieta, amuada, apática. Por isso, muita gente não imagina que a pessoa deprimida pode ficar bastante irritadiça. Mas ela pode; aliás, isso ocorre com frequência, já que ela precisa continuar lidando com as responsabilidades do cotidiano apesar da falta de energias, o que é bastante esgotador. Como o mundo inteiro parece mais acelerado e impaciente hoje em dia, é comum que as pessoas não interpretem essa irritabilidade como sintoma da depressão. E é por isso mesmo que é necessário ficar atento: a irritabilidade pode ser, sim, um sintoma da doença.

3. A pessoa deprimida pode parecer indiferente ao afeto dos outros

O indivíduo com depressão nem sempre se sente triste: muitas vezes, ele simplesmente não sente nada. São relativamente comuns os relatos de pacientes que se sentem frios, indiferentes, “entorpecidos”, e, nesse quadro, eles não reagem a palavras e atos de carinho. Este é outro sinal que pede atenção.

4. A pessoa deprimida pode abandonar atividades que antes gostava de fazer

O desinteresse por atividades antes prazerosas é um indicativo frequente da depressão, já que a doença esgota as energias físicas e mentais, reduzindo drasticamente a capacidade de sentir satisfação. Se não houver explicação plausível para o desinteresse crescente da pessoa por atividades das quais ela gostava, este mesmo fato pode ser um importante sintoma da depressão.

5. A pessoa deprimida pode assumir hábitos alimentares prejudiciais

A alteração dos hábitos alimentares pode ser um efeito colateral do descuido com a própria vida ou até uma tentativa de lidar com a doença: pode ser que o excesso de comida seja uma forma de tentar sentir algum prazer, por exemplo, ou que a perda de apetite seja um indicativo de que até o ato de comer já se tornou insípido e pesado. É comum achar que os maus hábitos alimentares de alguém se devam a mera falta de disciplina, mas eles também podem ser sinais relevantes de depressão clínica.

6. A pessoa deprimida pode se sentir pressionada ou exigida além das suas forças

Uma pessoa com depressão não tem as mesmas disposições de quem está mental e fisicamente sadio. Exigir o que ela não é capaz de fazer só serve para piorar o seu quadro, porque tanto pode perturbá-la e frustrá-la quanto deixá-la envergonhada e magoada. Se é sempre importante ser paciente e compreensivo com todas as pessoas no dia-a-dia, é mais importante ainda ter a sensibilidade de manter a paciência e a compreensão com as pessoas que enfrentam o peso da depressão: elas realmente não conseguem fazer as coisas com a mesma disposição de quem não sofre a doença. Não é frescura! É doença e requer tratamento – e muita paciência.

7. A pessoa deprimida pode oscilar de humor aleatoriamente

A depressão pode ser cheia de altos e baixos, alternando “dias bons” e “dias ruins” sem muita lógica aparente. Geralmente, não se percebe uma motivação específica para as variações de humor: elas podem ser apenas uma forma de manifestação da depressão. É importante prestar especial atenção à falsa impressão de que a pessoa está curada quando passa por uma série de “dias bons”: na verdade, o quadro poderá mudar de repente, reforçando a necessidade de ajuda especializada.




________
Com informações de LifeHack

quarta-feira, 26 de abril de 2017

LITURGIA DIÁRIA - QUEM NÃO SE APROXIMA DE JESUS, REJEITA A LUZ!

Resultado de imagem para REJEITAR JESUS

1a Leitura - Atos 5,17-26
Leitura dos Atos dos Apóstolos.
5 17 Levantaram-se então os sumos sacerdotes e seus partidários (isto é, a seita dos saduceus) cheios de inveja,
18 e deitaram as mãos nos apóstolos e meteram-nos na cadeia pública.
19 Mas um anjo do Senhor abriu de noite as portas do cárcere e, conduzindo-os para fora, disse-lhes:
20 "Ide e apresentai-vos no templo e pregai ao povo as palavras desta vida".
21 Obedecendo a essa ordem, eles entraram ao amanhecer, no templo, e puseram-se a ensinar. Enquanto isso, o sumo sacerdote e os seus partidários reuniram-se e convocaram o Grande Conselho e todos os anciãos de Israel, e mandaram trazer os apóstolos do cárcere.
22 Dirigiram-se para lá os guardas, mas ao abrirem o cárcere, não os encontraram, e voltaram a informar:
23 "Achamos o cárcere fechado com toda segurança e os guardas de pé diante das portas, e, no entanto, abrindo-as, não achamos ninguém lá dentro".
24 A essa notícia, os sumos sacerdotes e o chefe do templo ficaram perplexos e indagaram entre si sobre o que significava isso.
25 Mas, nesse momento, alguém transmitiu-lhes esta notícia: "Aqueles homens que metestes no cárcere estão no templo ensinando o povo!"
26 Foi então o comandante do templo com seus guardas e trouxe-os sem violência, porque temiam ser apedrejados pelo povo.
Palavra do Senhor.


Salmo - 33/34
Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido.

Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo,
seu louvor estará sempre em minha boca.
Minha alma se gloria no Senhor;
que ouçam os humildes e se alegrem!

Comigo engrandecei ao Senhor Deus,
exaltemos todos juntos o seu nome!
Todas as vezes que o busquei, ele me ouviu
e de todos os temores me livrou.

Contemplai a sua face e alegrai-vos,
e vosso rosto não se cubra de vergonha!
Este infeliz gritou a Deus e foi ouvido,
e o Senhor o libertou de toda angústia.

O anjo do Senhor vem acampar
ao redor dos que o temem e os salva.
Provai e vede quão suave é o Senhor!
Feliz o homem que tem nele o seu refúgio!
Imagem relacionada

Evangelho - João 3,16-21
Aleluia, aleluia, aleluia.
Deus o mundo tanto amou, que lhe deu seu próprio Filho, para que todo o que nele crer encontre vida eterna (Jo 3,16).
 
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.
3 16 Com efeito, de tal modo Deus amou o mundo, que lhe deu seu Filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.
17 Pois Deus não enviou o Filho ao mundo para condená-lo, mas para que o mundo seja salvo por ele.
18 Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado; por que não crê no nome do Filho único de Deus.
19 Ora, este é o julgamento: a luz veio ao mundo, mas os homens amaram mais as trevas do que a luz, pois as suas obras eram más.
20 Porquanto todo aquele que faz o mal odeia a luz e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas.
21 Mas aquele que pratica a verdade, vem para a luz. Torna-se assim claro que as suas obras são feitas em Deus.
Palavra da Salvação.

Reflexão

A fé de que Jesus veio ao mundo como a salvação de Deus para nos libertar do pecado, será a medida para nosso julgamento final. Precisamos examinar o nosso coração e refletir nas palavras de São João:  “a Luz (Jesus) veio ao mundo, mas os homens preferiram as trevas (o pecado)”. Com efeito, quem rejeita a Jesus está se escravizando ao pecado e quem aceita Jesus como Senhor e Salvador, acolhe a Sua Luz e naturalmente, é libertado do pecado. Jesus veio para tirar todos os homens das trevas, e, aquele (a) que despreza a Sua Luz vive nas trevas e é condenado (a) pelas suas próprias obras.  Quem não se aproxima de Jesus, rejeita a luz porque tem medo de que sejam reveladas as suas más ações, assim sendo, será condenado pelas suas próprias obras. A luz é como a verdade que esclarece e nos tira da ignorância. Ela nos dá a direção para caminharmos seguros (as). A fé em Jesus Cristo é o meio mais eficaz para que nos aproximemos da luz de Deus, pois Ele não veio ao mundo para condenar as nossas más ações, mas justamente para nos ajudar a não mais cometê-las. A salvação de Jesus implica, porém, em que o acolhamos e não o rejeitemos. Nós acolhemos a Jesus quando vivemos segundo a Sua Palavra e seguimos os Seus ensinamentos. Não nos adianta apenas dizer que cremos em Jesus, se não damos ouvido ao que Ele próprio veio nos ensinar e agimos completamente ao inverso, seguindo a cartilha do mundo que vive nas trevas. Confiando em Jesus, seguindo a Sua Luz e nos entregando às Suas sugestões, poderemos praticar as  boas ações, pelo poder do Seu Espírito Santo. A Palavra de Deus nos assegura tudo isto!  Ainda há tempo para que o mundo seja salvo, ajudemos, portanto, a iluminá-lo com a luz de Deus que recebemos no nosso Batismo. – O que você entende por “irradiar a luz de Deus”? – Como é que podemos iluminar o mundo com a Luz de Cristo? – Qual é a virtude em você que mais revela ao mundo a luz de Jesus? – Você crê em Jesus como Luz para a sua vida? – Você tem tido a coragem de ficar debaixo da Luz, embora que a sua verdade seja descoberta? – Qual seria o primeiro passo para você fazer isto?
 
 
 
 
 
 
Helena Serpa

O QUE OS CATÓLICOS TÊM A DIZER SOBRE "A CABANA"?

O filme "A Cabana", baseado no famoso livro de Willian P. Young, chega ao cinema. Mas antes de assistir, leia isso.

http://i0.wp.com/res.cloudinary.com/aleteia/image/fetch/c_fill,g_auto,w_620,h_310/https://aleteiaportuguese.files.wordpress.com/2017/04/cabana.png?resize=620%2C310&quality=100&strip=all&ssl=1

Chega às telas do cinema o filme “A Cabana”, baseado no livro best-seller de mesmo nome do escritor Willian P. Young, e muitos estão criticando ou adorando a produção. Afinal, vale a pena assistir ou não?
Sinopse: Um homem vive atormentado após perder a sua filha mais nova, cujo corpo nunca foi encontrado, mas sinais de que ela teria sido violentada e assassinada são encontrados em uma cabana nas montanhas. Tempos depois da tragédia, ele recebe um chamado misterioso para retornar a esse local, onde receberá uma lição de vida.
ATENÇÃO! CONTÉM SPOILERS!
Até aí não há problema algum, mas a questão é que esta “lição de vida” que consta na sinopse é, na verdade, um encontro deste homem atormentado com Deus. Não se trata de uma personificação caricata de Deus como realizada em filmes como “Todo Poderoso”, mas a apresentação da Santíssima Trindade (Heresia do Sabelianismo) e a discussão sobre diversos pontos teológicos. E é aqui onde o livro e a produção derrapam… e derrapam feio!
O primeiro ponto a ser colocado é: não é um filme católico. E ainda que se apresente como um filme de temática cristã, pelos diversos erros teológicos, não o enquadraria como um filme religioso, no máximo um filme com muita religiosidade (até porque vemos no enredo que Deus seria contra as religiões).
É importante que o leitor esteja atento, porque o fato do filme não ser católico, traz consigo heranças da Heresia do Protestantismo e principalmente do Jansenismo. Também contém aspectos da Heresia do Modernismo, que defende que Deus não pode ser reconhecido por critérios objetivos racionais, mas apenas pelo sentimento subjetivo do homem.
O enredo é a tentativa de Deus em se apresentar ao homem atormentado (Mack), curar suas feridas e estabelecer com ele um relacionamento. Ficando apenas nestes pontos (porque da parte teológica falaremos mais adiante), os momentos entre Deus e o homem chegam a ser poéticos, que podem nos levar a questionar a nossa relação com a Santíssima Trindade, a forma como muitas vezes queremos conduzir as nossas vidas sem qualquer auxílio de Deus, como O culpamos quando as coisas dão erradas, entre tantas outras situações.
Ao mesmo tempo, temos pontos que chamaram a atenção e muitos criaram confusão e outros que podem passar despercebidos que são realmente danosos aos desatentos, principalmente em termos de Heresias cristológicas, tão amplamente combatidas durante diversos Concílios e pelo Magistério da Igreja como um todo.
No filme Deus Pai é vivido por uma mulher, a ótima atriz Octavia Spencer. O fato de ser uma “negra, mulher e gorda” foi alvo de muitas reclamações. No filme ficou bem claro que Deus usa a imagem desta mulher para facilitar o acesso a Mack que, quando criança, teve sérios problemas com seu pai que bebia muito e espancava a sua mãe e a ele também, por isso preferiu não “aparecer” como um pai. Quando seu pai o espancava, ele recebia carinho e atenção de uma mulher da cidade, que foi a mesma usada por Deus para se aproximar do homem atormentado. Não se trata de uma apresentação de que Deus é mulher, até porque em determinado momento do filme Deus Pai toma a figura de homem quando entende ser necessário. Portanto, é uma discussão desnecessária neste aspecto.
Encontraram um ator judeu com a pele morena e barba para fazer o papel de Jesus. É interessante este cuidado na produção de buscar uma figura que poderia se parecer etnicamente com o Filho de Deus encarnado.
Já o Espírito Santo, no filme chamado de Sarayu, é protagonizado por uma atriz oriental que aparece em muitos momentos com um brilho em sua volta, com a intenção de indicar que é um espírito. Uma apresentação fraca desta pessoa da Santíssima Trindade, não por ser uma mulher, mas porque, nem de longe lembra O Consolador e Inflamador das almas.
Quanto aos erros teológicos, vamos falar de alguns mais gritantes entre vários apresentados no filme (no livro há mais coisas e algumas estão diferentes das colocadas aqui, mas nos limitaremos ao filme):
1. Humanidade de Cristo (Heresia do: Ebionismo, Apolinarianismo, Arianismo, Nestorianismo): no filme Jesus é retratado como humano, apenas humano. Ora, “o acontecimento único e absolutamente singular da Encarnação do Filho de Deus não significa que Jesus Cristo seja em parte Deus e em parte homem, nem que seja o resultado de uma mistura confusa do divino com o humano. Ele fez-Se verdadeiro homem, permanecendo verdadeiro Deus. Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem. Esta verdade da fé, teve a Igreja de a defender e clarificar no decurso dos primeiros séculos, perante heresias que a falsificavam.” (CIC 464).
2. Pecado: no filme Deus não pune o pecado porque este já é uma punição. O Catecismo da Igreja Católica nos ensina e deixa bem claro que uma das penas do pecado é a privação vida eterna (CIC 1472) e condenação ao inferno, o que no filme deixa a entender que Deus não conseguiria condenar o homem ao inferno em razão de seu amor de Pai.
3. O Pai foi crucificado com o Filho (Heresia dos Euquitas e do Patripassianismo): outro grande erro. Apenas Jesus Cristo foi crucificado. Mesmo que o Pai tenha sofrido ao ver seu Filho tratado como foi, não foi pregado junto com Ele.
4. Cristo não quis religião: Jesus nasceu judeu, viveu como judeu e morreu como tal, assim como disse claramente que não se fez homem para abolir a Lei, mas para dar pleno cumprimento a ela (Mt 5, 17), além de que diz textualmente que Pedro será a pedra em que edificará a sua Igreja (Mt 16, 18). O filme tenta relativizar estes conceitos para fazer acreditar que Jesus não queria criar uma religião, o que também não é verdade.
5. O homem foi criado para ser amado: outro erro, pois sabemos que o homem foi criado para amar primeiro a Deus e depois ao próximo como a si mesmo. Não foi criado para ser amado, mas “para servir e amar a Deus” (CIC 358).
Os conceitos apresentados no filme podem criar uma grande confusão na cabeça dos desavisados, ao mesmo tempo em que poderá reforçar alguma ideia errada já existente.
Mesmo com a bela mensagem de que Deus nos ama e quer curar nossas feridas, o filme cai no mesmo erro criado pelo autor do livro em tentar destruir as religiões e criar um deus que não existe e propagar mentiras com cara de Teologia e estas têm um nome específico: heresia. Por isso, cuidado! Nem tudo que parece bom, realmente é.


Ficha técnica:
Gênero: Drama.
Direção: Stuart Hazeldine.
Roteiro: John Fusco, William Paul Young.
Elenco: Amélie Eve, Aviv Alush, Carolyn Adair, Carson Reaume, Chris Britton, Derek Hamilton, Emily Holmes, Gage Munroe, Graham Greene, Jordyn Ashley Olson, Kathryn Kirkpatrick, Lane Edwards, Megan Charpentier, Nels Lennarson, Octavia Spencer, P.E. Ingraham, Radha Mitchell, Ryan Robbins, Sam Worthington, Sumire Matsubara.
Produção: Brad Cummings, Gil Netter.
Trilha Sonora: Aaron Zigman.
Duração: 132 min.
Ano: 2016.
País: Estados Unidos.
Distribuidora: Paris Filmes.
Estúdio: Summit Entertainment / Zucker/Netter Productions.
Classificação: 12 anos.





(via Projeções de Fé)

terça-feira, 25 de abril de 2017

LITURGIA DIPARIA - SINAIS QUE ACOMPANHAM O HOMEM DE FÉ

 Resultado de imagem para Evangelho - Marcos 16,15-20
1a Leitura - 1 Pedro 5,5-14
Leitura da primeira carta de são Pedro.
5 4 E, quando aparecer o supremo Pastor, recebereis a coroa imperecível de glória.
5 Semelhantemente, vós outros que sois mais jovens, sede submissos aos anciãos. Todos vós, em vosso mútuo tratamento, revesti-vos de humildade; porque Deus resiste aos soberbos, mas dá a sua graça aos humildes.
6 Humilhai-vos, pois, debaixo da poderosa mão de Deus, para que ele vos exalte no tempo oportuno.
7 Confiai-lhe todas as vossas preocupações, porque ele tem cuidado de vós.
8 Sede sóbrios e vigiai. Vosso adversário, o demônio, anda ao redor de vós como o leão que ruge, buscando a quem devorar.
9 Resisti-lhe fortes na fé. Vós sabeis que os vossos irmãos, que estão espalhados pelo mundo, sofrem os mesmos padecimentos que vós.
10 O Deus de toda graça, que vos chamou em Cristo à sua eterna glória, depois que tiverdes padecido um pouco, vos aperfeiçoará, vos tornará inabaláveis, vos fortificará.
11 A ele o poder na eternidade! Amém.
12 Por meio de Silvano, que estimo como a um irmão fiel, vos escrevi essas poucas palavras. Minha intenção é de admoestar-vos e assegurar-vos que esta é a verdadeira graça de Deus, na qual estais firmes.
13 A igreja escolhida de Babilônia saúda-vos, assim como também Marcos, meu filho.
14 Saudai-vos uns aos outros com o ósculo afetuoso. A paz esteja com todos vós que estais em Cristo.
Palavra do Senhor.

Salmo - 88/89
Ó Senhor, eu cantarei, eternamente, o vosso amor.

Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor,
de geração em geração eu cantarei vossa verdade!
Porque dissestes: “O amor é garantido para sempre!”
E a vossa lealdade é tão firma como os céus.

Anuncia o firmamento vossas grandes maravilhas,
e o vosso amor fiel, a assembléia dos eleitos,
pois quem pode, lá nas nuvens, ao Senhor se comparar
e quem pode, entre seus anjos, ser a ele semelhante?

Quão feliz é aquele povo que conhece a alegria;
seguirá pelo caminho, sempre à luz de vossa face!
Exultará de alegria em vosso nome dia a dia
e, com grande entusiasmo, exaltará vossa justiça.
Imagem relacionada

Evangelho - Marcos 16,15-20
Aleluia, aleluia, aleluia. É Cristo que anunciamos, Jesus Cristo, o crucificado, poder e sabedoria de Deus (1Cor 1,23s).

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Marcos.
Naquele tempo, 16 15 disse Jesus aos seus onze discípulos: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura.
16 Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.
17 Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas,
18 manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados”.
19 Depois que o Senhor Jesus lhes falou, foi levado ao céu e está sentado à direita de Deus.
20 Os discípulos partiram e pregaram por toda parte. O Senhor cooperava com eles e confirmava a sua palavra com os milagres que a acompanhavam.
Palavra da Salvação. 

 Reflexão

As últimas recomendações do Cristo ressuscitado no final deste Evangelho, sintetizam para nós a missão de todos os batizados, aqui na terra: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura”. Evangelizar, portanto, é o nosso chamado!  Jesus nos chama para anunciar o Evangelho a toda a criatura. A experiência de espalhar o Evangelho nos proporciona a vivência dos milagres que Ele mesmo nos prometeu quando nos envia para esta missão. Dessa forma, quando saímos em missão, todos nós podemos comprovar os sinais que nos acompanham por força da nossa Fé em Jesus. Os sinais de expulsar demônio, falar novas línguas, pegar em serpentes, beber veneno, curar doentes, significam para nós tudo o que nos acontece pela força milagrosa que o Amor de Deus realiza através do nosso anúncio e da nossa disposição em edificar o reino de Deus. Esses sinais acontecem na nossa vida, assinam como também na vida das pessoas a quem nós anunciamos Jesus, quando desafiamos as dificuldades, a doença, a morte, a tristeza com a esperança, com a alegria, com o poder de Cristo ressuscitado. Os milagres acontecem, e as barreiras que superamos são para nós motivo de testemunhar a obra que Espírito Santo realiza por meio da nossa doação. A cada dia, somos chamados (as) a renovar os nossos compromissos batismais de cristãos e cristãs. Da mesma forma, como seguidores e seguidoras de Cristo, somos convocados a evangelizar no mundo todo e a todo o mundo. Tenhamos fé e acreditemos nas promessas de Jesus para que vejamos também os sinais que acompanham aqueles que creem. –Você tem cumprido com o mandado de Jesus?  - Você se sente comprometido (a) com o Evangelho?  - Você tem percebido estes sinais na sua vida? – Você já usa nos seus relacionamentos a linguagem do amor? - Qual é o maior veneno para a humanidade, hoje? – Qual será o seu antídoto






Helena Serpa

"TARDE TE AMEI" UMA DAS MAIS ARREBATADORAS ORAÇÕES DE TODOS OS TEMPOS

"Et ecce intus eras et ego foris et ibi te quaerebam, et in ista formosa quae fecisti deformis irruebam..."

Imagem relacionada

1. Tarde Te amei, ó Beleza tão antiga e tão nova… Tarde Te amei! Trinta anos estive longe de Deus. Mas, durante esse tempo, algo se movia dentro do meu coração… Eu era inquieto, alguém que buscava a felicidade, buscava algo que não achava… Mas Tu Te compadeceste de mim e tudo mudou, porque Tu me deixaste conhecer-Te. Entrei no meu íntimo sob a Tua Guia e consegui, porque Tu Te fizeste meu auxílio.
2. Tu estavas dentro de mim e eu fora… “Os homens saem para fazer passeios, a fim de admirar o alto dos montes, o ruído incessante dos mares, o belo e ininterrupto curso dos rios, os majestosos movimentos dos astros. E, no entanto, passam ao largo de si mesmos. Não se arriscam na aventura de um passeio interior”. Durante os anos de minha juventude, pus meu coração em coisas exteriores que só faziam me afastar cada vez mais d’Aquele a Quem meu coração, sem saber, desejava… Eis que estavas dentro e eu fora! Seguravam-me longe de Ti as coisas que não existiriam senão em Ti. Estavas comigo e não eu Contigo…
–– ADVERTISEMENT ––
3. Mas Tu me chamaste, clamaste por mim e Teu grito rompeu a minha surdez… “Fizeste-me entrar em mim mesmo… Para não olhar para dentro de mim, eu tinha me escondido. Mas Tu me arrancaste do meu esconderijo e me puseste diante de mim mesmo, a fim de que eu enxergasse o indigno que era, o quão deformado, manchado e sujo eu estava”. Em meio à luta, recorri a meu grande amigo Alípio e lhe disse: “Os ignorantes nos arrebatam o céu e nós, com toda a nossa ciência, nos debatemos em nossa carne”. Assim me encontrava, chorando desconsolado, enquanto perguntava a mim mesmo quando deixaria de dizer “Amanhã, amanhã”… Foi então que escutei uma voz que vinha da casa vizinha… Uma voz que dizia: “Pega e lê. Pega e lê!”.
4. Brilhaste, resplandeceste sobre mim e afugentaste a minha cegueira. Então corri à Bíblia, abri-a e li o primeiro capítulo sobre o qual caiu o meu olhar. Pertencia à carta de São Paulo aos Romanos e dizia assim: “Não em orgias e bebedeiras, nem na devassidão e libertinagem, nem nas rixas e ciúmes. Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo” (Rm 13,13s). Aquelas Palavras ressoaram dentro de mim. Pareciam escritas por uma pessoa que me conhecia, que sabia da minha vida.
5. Exalaste Teu Perfume e respirei. Agora suspiro por Ti, anseio por Ti! Deus… de Quem separar-se é morrer, de Quem aproximar-se é ressuscitar, com Quem habitar é viver. Deus… de Quem fugir é cair, a Quem voltar é levantar-se, em Quem apoiar-se é estar seguro. Deus… a Quem esquecer é perecer, a Quem buscar é renascer, a Quem conhecer é possuir. Foi assim que descobri a Deus e me dei conta de que, no fundo, era a Ele, mesmo sem saber, a Quem buscava ardentemente o meu coração.
6. Provei-Te, e, agora, tenho fome e sede de Ti. Tocaste-me, e agora ardo por Tua Paz. “Deus começa a habitar em ti quando tu começas a amá-Lo”. Vi dentro de mim a Luz Imutável, Forte e Brilhante! Quem conhece a Verdade conhece esta Luz. Ó Eterna Verdade! Verdadeira Caridade! Tu és o meu Deus! Por Ti suspiro dia e noite desde que Te conheci. E mostraste-me então Quem eras. E irradiaste sobre mim a Tua Força dando-me o Teu Amor!
7. E agora, Senhor, só amo a Ti! Só sigo a Ti! Só busco a Ti! Só ardo por Ti!…
8. Tarde te amei! Tarde Te amei, ó Beleza tão antiga e tão nova! Tarde demais eu Te amei! Eis que estavas dentro, e eu, fora – e fora Te buscava, e me lançava, disforme e nada belo, perante a beleza de tudo e de todos que criaste. Estavas comigo, e eu não estava Contigo… Seguravam-me longe de Ti as coisas que não existiriam senão em Ti. Chamaste, clamaste por mim e rompeste a minha surdez. Brilhaste, resplandeceste, e a Tua Luz afugentou minha cegueira. Exalaste o Teu Perfume e, respirando-o, suspirei por Ti, Te desejei. Eu Te provei, Te saboreei e, agora, tenho fome e sede de Ti. Tocaste-me e agora ardo em desejos por Tua Paz!



Santo Agostinho, Confissões 10, 27-29

segunda-feira, 24 de abril de 2017

LITURGIA DIÁRIA - QUEM VIVE NA CARNE NUNCA CONSEGUIRÁ NASCER DO ALTO

 Resultado de imagem para JESUS E NICODEMOS
1a Leitura - Atos 4,23-31
Leitura dos Atos dos Apóstolos.
4 23 Naqueles dias, postos em liberdade, voltaram aos seus irmãos e referiram tudo quanto lhes tinham dito os sumos sacerdotes e os anciãos.
24 Ao ouvirem isso, levantaram unânimes a voz a Deus e disseram: "Senhor, vós que fizestes o céu, a terra, o mar e tudo o que neles há.
25 Vós que, pelo Espírito Santo, pela boca de nosso pai Davi, vosso servo, dissestes: ‘Por que se agitam as nações, e imaginam os povos coisas vãs?
26 Levantam-se os reis da terra, e os príncipes se reúnem em conselho contra o Senhor e contra o seu Cristo.’
27 Pois na verdade se uniram nesta cidade contra o vosso santo servo Jesus, que ungistes, Herodes e Pôncio Pilatos com as nações e com o povo de Israel,
28 para executarem o que a vossa mão e o vosso conselho predeterminaram que se fizesse.
29 Agora, pois, Senhor, olhai para as suas ameaças e concedei aos vossos servos que com todo o desassombro anunciem a vossa palavra.
30 Estendei a vossa mão para que se realizem curas, milagres e prodígios pelo nome de Jesus, vosso santo servo!"
31 Mal acabavam de rezar, tremeu o lugar onde estavam reunidos. E todos ficaram cheios do Espírito Santo e anunciaram com intrepidez a palavra de Deus.
Palavra do Senhor.


Salmo - 2
Felizes hão de ser todos aqueles
que põem sua esperança no Senhor.

Por que os povos agitados se revoltam?
Por que tramam as nações projetos vãos?
Por que os reis de toda a terra se reúnem,
e conspiram os governos todos juntos
contra o Deus onipotente e seu ungido?
“Vamos quebrar suas correntes”, dizem eles,
“e lançar longe de nós o seu domínio!”

Ri-se deles o que mora lá nos céus;
zomba deles o Senhor onipotente.
Ele, então, em sua ira os ameaça
e em seu furor faz tremer, quando lhes diz:
“Fui eu mesmo que escolhi este meu rei
e em Sião, meu monte santo, o consagrei!”

O decreto do Senhor promulgarei,
foi assim que me falou o Senhor Deus:
“Tu és meu filho, e eu hoje te gerei!
Podes pedir-me, e em resposta eu te darei,
por tua herança, os povos todos e as nações,
e há de ser a terra inteira o teu domínio.
Com cetro férreo haverás de dominá-los
e quebrá-los como um vaso de argila!”
Resultado de imagem para JESUS E NICODEMOS

Evangelho - João 3,1-8
Aleluia, aleluia, aleluia.
Se com cristo ressurgistes, procurai o que é do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus Pai (Cl 3,1).
 
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João.
3 1 Havia um homem entre os fariseus, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus.
2 Este foi ter com Jesus, de noite, e disse-lhe: "Rabi, sabemos que és um Mestre vindo de Deus. Ninguém pode fazer esses milagres que fazes, se Deus não estiver com ele".
3 Jesus replicou-lhe: "Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer de novo não poderá ver o Reino de Deus".
4 Nicodemos perguntou-lhe: "Como pode um homem renascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no seio de sua mãe e nascer pela segunda vez?"
5 Respondeu Jesus: "Em verdade, em verdade te digo: quem não renascer da água e do Espírito não poderá entrar no Reino de Deus.
6 O que nasceu da carne é carne, e o que nasceu do Espírito é espírito.
7 Não te maravilhes de que eu te tenha dito: ´Necessário vos é nascer de novo´.
8 O vento sopra onde quer; ouves-lhe o ruído, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai. Assim acontece com aquele que nasceu do Espírito".
Palavra da Salvação.

 Reflexão


Neste Evangelho, Jesus nos exorta a nascer da água e do Espírito para que possamos ver o reino dos céus. Nascer da água e do Espírito é deixar-se purificar e governar por Ele, sepultando a humanidade, o raciocínio lógico, os planos e a vontade própria.  Nós também, como Nicodemos, nos confundimos e não conseguimos entender o significado do que Jesus lhe falou, porque ainda estamos muito ligados (as) à nossa inteligência humana e temos dificuldades em nos deixar dirigir pelo Espírito Santo. Nascer do alto é justamente deixar-se conduzir pelo Espírito Santo de Deus sem questionar nem se interpor com a nossa mentalidade humana e carnal. Nascer do alto é assumir uma vida nova, direcionada por Deus. É deixar-se conduzir por uma nova mentalidade, nova maneira de agir, de pensar e de procurar a santidade. A carne pensa, julga, faz cálculos, procura os seus interesses, questiona, duvida e por isso, quem vive na carne nunca conseguirá nascer do alto. Pelo contrário, quem se abandona e deixa-se conduzir pelo Espírito de Deus, nasce da água e do Espírito e assim, pode entrar no Reino de Deus. Esta é a diferença! Assim como a pluma se deixa levar pelo vento sem questionar, assim também nós seremos conduzidos se nos deixarmos levar pelo vento do Espírito Santo sem pedir explicações. Não questionar, não fazer cálculos, mas simplesmente entregar-se! Isto é nascer do Espírito. Não existem explicações para as obras de Deus. Quem as quiser “entende-las” ficará na ignorância a vida toda e perderá a melhor parte  - Você já nasceu da água e do Espírito ou a carne ainda comanda a sua vida? - Você é uma pessoa racional ou já parou de fazer cálculos para compreender os mistérios da sua vida? – Você é como uma pluma ou como um monte?





Helena Serpa 

A ORAÇÃO MAIS PODEROSA QUE UMA MÃE PODE FAZER PELOS SEUS FILHOS

Uma prece para as mães fortes na fé.

http://i2.wp.com/res.cloudinary.com/aleteia/image/fetch/c_fill,g_auto,w_620,h_310/https://aleteiaportuguese.files.wordpress.com/2014/12/xmmupj3ok9xsfzdx0lhgu4jj-yobe2v15v4zv95hacaj_zwpvtrumyx_7q1wqairlvmgjaiif3advm7l0bmvoxj16mpf.jpg?resize=620%2C310&quality=100&strip=all&ssl=1

Meu Deus, eu vos ofereço meus filhos;
Vós me destes, eles vos pertencerão para sempre;
eu os educo para Vós e vos peço
que os conserveis para a vossa glória.

Senhor, que o egoísmo, a ambição, a maldade
não os desviem do bom caminho.
Que eles tenham força para agir contra o mal
e que o movente de todos os seus atos
seja sempre e unicamente o bem.

Há tanta maldade nesse mundo, Senhor!
Vós sabeis como somos fracos
e como o mal muitas vezes nos fascina;
mas Vós estais conosco
e eu coloco meus filhos sob a vossa proteção.

Sede-lhes luz, força e alegria nesta terra, Senhor,
para que eles vivam por Vós nesta terra; e que no céu,
todos juntos, possamos gozar de vossa companhia para sempre.

Amém